A Vereadora Betânia da Ação Social (PTB) cumpriu o que havia divulgado e levou até o Ministério Público denuncias referentes a produção do evento “A Magia do Natal”, que é promovido pelo Governo Municipal de Garanhuns, com decoração viabilizada através de peças produzidas pela Associação Casa do Artesão.

Acompanhada por assessores e por membros da Imprensa Local, que inclusive transmitiram o ato de protocolo da denúncia no MP, ao vivo, pela rede social facebook , Betânia foi recebida na manhã de ontem, dia 8, pelo promotor Domingos Sávio, que analisará as denúncias no Ministério Público local. 

A Parlamentar defende a apuração do teor de um áudio divulgado nas mídias sociais, em que o artesão Rinaldo Passarinho, que participou do projeto nos anos de 2013 a 2015, registra haver indícios de irregularidades no processo. Após a divulgação do áudio, Rinaldo afirmou que não havia feito qualquer denúncia e que “o áudio veiculado foi publicado fora de contexto e sem conjectura”.

Como resposta ao protocolo das denúncias junto ao MP, a secretária de Turismo e Cultura de Garanhuns, Neile Barros, que gerencia o Evento desde o ano de 2016; a atual presidente da Associação Casa do Artesão (entidade responsável pela produção das peças que compõem a ornamentação), Jandira José da Silva e a presidente da Entidade,entres os anos de 2014 e 2015, Iraci Soares, estiveram na manhã de hoje, dia 9, na sede do Ministério Público para apresentar as prestações de contas alusivas a produção do antigo Natal Luz e atual A Magia do Natal.

“Embora não tenhamos sido notificados pelo Ministério Público, mas como não há nada a esconder, atendendo, inclusive a uma determinação do Prefeito Izaías Régis, trouxemos a prestação de contas, que também já está de posse do Tribunal de Contas do Estado. Queremos colaborar com a apuração junto ao Ministério Público para que não fique qualquer dúvida quanto a lisura do processo de produção da Magia do Natal de Garanhuns, evento que traz desenvolvimento para o Município””, registrou a secretária Neile Barros, após a entrega da documentação na sede do MP.

De acordo com Iraci Soares, nas prestações de contas do evento, entregues hoje, é possível identificar que houve a devolução de recursos não utilizados, até mesmo de centavos. "Há notas até de centavos. Chegamos a devolver pouco mais de doze mil reais à Prefeitura em 2014, que não foram utilizados (conforme comprovante depósito). A última parcela nem chegou a ser depositada pela Prefeitura. Ou seja: as nossas prestações de contas comprovam o cuidado que temos com cada centavo utilizado para realizar este, que é o maior evento de Garanhuns. Estamos tranquilos quanto ao que realizamos e vamos de forma pessoal buscar a responsabilização criminal dos denunciantes", registrou a ex-presidente daAssociação Casa do Artesão.

Postar um comentário:

0 comments: